BLOG INSPIRADO NA HISTÓRIA DE AMOR ENTRE DUAS ANDORINHAS

Portal Matrix: Um Poeta metido a DJ ou um DJ metido a Poeta?Danço nas Letra e Recito nas músicas!

sábado, 15 de junho de 2013

ORQUÍDEA AZUL





ORQUÍDEA AZUL

Sinto o seu aroma marcante,
sinto seu perfume no ar,
cheiro de amor vivificante,
a flor mulher,no meu olhar.
Em um jardim suspenso nos andes,
ela ali brotou, para me enfeitiçar.
A flor de mil matizes, elo amante,
que me permitiu,seu encanto mirar,
uma fragrância que toma os sentidos,
que aguça o meu vício, de lépido amar.
Uma rara beleza,que me faz sentir acolhido,
envaidecido,por em versos, poder declamar.
Furtivamente, ela ali floresceu, sem ser vista,
linda como uma ametista,uma pintura artística.
espécime silvestre floral, que brota na América do sul
Seu viço me faz um ser imortal, és minha, orquídea azul
Te fiz presa à minha escrita,e parte de minha ornamentação,
hei de ter fazer,,celebridade,na letra de minha canção,
te planto dentro do peito,seu lugar,seu jardim, meu coração. 
AutorPMatrix

ORQUÍDEA AZUL
Siento su aroma marcante,
siento su perfume en el aire,
olor de amor vivificante,
la flor mujer,en mi mirar.
En un jardín suspenso nos andes,
ella allí brotó, para hechizarme.
La flor de mil matices, elo amante,
que me permitió,su encanto asestar,
una fragrância que toma los sentidos,
que aguça mi adicción, de lépido amar.
Una rara belleza,que me hace sentir acogido,
envaidecido,por en versos, poder declamar.
Furtivamente, ella allí floreció, sin ser vista,
linda como una ametista,una pintura artística.
espécime silvestre floral, que brota en América del sur
Su viço me hace un ser inmortal,
eres mía, orquídea azul
Te hice presa a mi escritura,y parte de mi ornamentação,
he de hacer, de usted,celebridade,en la letra de mi canción
te planto dentro del pecho,su lugar,su jardín, mi corazón. 
AutorPMatrix

OrquÍdea Selvagem

quinta-feira, 13 de junho de 2013

A SEDUÇÃO DE MARTE


A SEDUÇÃO DE MARTE
A intensidade de seus sentimentos
Ele ousou despertar,algo contido,
sem a intenção de lhe dar momentos,
sem lhe retribuir O amor desmedido.
Não havia qualquer razão para isto,
apenas exercitava sua arte de seduzir.
Se vestiu de sol,se fantasiou de omisso,
e fez a bela lua, o seu clamor ouvir.
Ela não procurava, afeto no universo,
porque afetuosidade é o seu nome,
se perdeu em suas linhas de versos,
e se iludiu, atirando-se no olho ciclone.
Então ele partiu, porque não era sol,
era Marte o ilusionista,inconsequente,
que também tinha seduzido a Vênus.
Agora triste, anda a minha lua no céu
Cobriu seu rosto com véu,seu aceno
que vai permanecer reclusa, ao léu,
aguardando seu genuíno Rá acenar,
e tornar encher de luz divina,o seu lar.
Autor: PMatrix


TEMPO DE TEMPO

TEMPO DE TEMPO
Há tempos de tempos, na vida, sempre há dois tempos, a vezes cometemos erros de avaliações, erros bem intencionados, mas mesmo assim,é um situação que precisa ser revista.
Como uma janela que se abre no "espaço temporal " surge a oportunidade onde podemos rever ações, e torna-las bem resolvidas. Apenas em um jogo de futebol há prorrogações,na vida não, já nos é dada a oportunidade neste padrão de momentos,portanto devemos ficar atentos, porque como uma fênix, os problemas renascem das cinzas, mais cedo ou mais tarde, temos que confronta-los e chegar a um meio termo ou em uma resolução final. A vida é um jogo, que quase sempre se vence no segundo tempo. PMatrix

HAICAI

Haicais. poesias e prosas - Poeta Matrix
https://www.facebook.com/pensamentosemhaicais?ref=hl
Licença Creative Commons
O trabalho Haicais,poesias e prosas de Poeta Matrix PMatrix foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em @PortalMatrix.
Se põe o sol -
eis que surge a noite
A lousa astral.
PMatrix

HAICAI

veneno mortal -
É a língua infame
Não tarda o mal !

HAICAI

Tons violeta -
No êxtase da alma
magia no ar
PMatrix

HAICAI

Estrela no céu -
Tem luz própria,cintilam
A lua reflexão.
PMatrix

HAICAI

Não era o sol -
Era o planeta Marte
roubou seus sonhos
PMatrix

HAICAI

O véu da noiva -
Prelúdio de encontro
que verte amor.
PMatrix

HAICAI

Por compensação -
amor sempre abusa
da versão amar.
PMatrix

HAICAI

Riso de mulher
facada no seu bolso
carteira vazia
PMatrix

HAICAI

Jantar e vinho-
mulher,tango,sedução
sexo à vista!
PMatrix

HAICAIS


Bailar o tango -
Há pernas enroscadas
amantes no cio
PMatrix

HAICAIS

alma de poeta -
primavera,verão
amor exaltação
PMatrix

sábado, 8 de junho de 2013

NÃO ABSTRATO CONCRETO


O amor é medido por ações altruísta.
Quem ama, não encena como um artista!
O amor se espalha é essência de perfumista
penetra fundo na alma,enreda o hábil sofista

Como um soneto bem composto em versos,
assim é o amor verdadeiro, que trás o afeto.
Não há confusões,nem contexto controverso,
Um puro sentimento,não abstrato mas concreto

Sem egoísmo caminha o amor com altivez marcante,
segue o rumo que o coração dita, segue firme galante,
impulsionado pela paixão,seu combustível estimulante,
nunca vagueia perdido, é andarilho, mais nunca errante.
Quem inventou o amor?
Autor:PortalMatrix

Legião Urbana - Quem inventou o Amor? -


sexta-feira, 7 de junho de 2013

HÁ VIDA EM MEU JARDIM


Já não mais importa,as flores do jardim ,que você plantou.
Não há mais relevância, o ressonar de suas canções,
Já não me interessa entender,nem mesmo me lembro de você.
Não é mais nada,apenas um vento,que passou.
Levantou poeira no quintal sem vida.
Poeira! A bailarina da seca,
o véu do deserto,
a neblina da  devastação.
Assim se tornou a infértil à bailar nas dunas,
do pó se levantou e ao pó retornarás,
sem que tenha feito,sua primavera pessoal.
Não há virtude na dissimulação,
nem há amor, onde habita confusão
O sentimento que libertas, em ti,
não alcançou amplidão.
Mas eis que nasce na terra ressequida
do viridário que você não cuidou,
uma bela,frágil orquídea selvagem
que vestida  de raio de lua,
trouxe o sereno de volta
e a vida ao meu jardim.
Autor:PMatrix




sábado, 1 de junho de 2013

BESAME


BESAME
Quero que me beijes, suavemente no plural,
como a borboleta docemente beija o cravo.
Como a lua é intensamente beijada pelo sol,
que fiquem eles presos a mim,como escravos
Que eu sinta o gosto do mel, do céu de sua boca,
a sua língua macia molhada, até a alma se sentir beijada.
Um beijo, por uma mirada, em um mundo de contos de fadas,
onde o príncipe é majestosamente coroado de finos poemas
afortunado do ouro de seu amor e reina apar de todos dilemas
Em seu coração ele fez morada,e em segredo te mantém guardada.
Autor:PMatrix