BLOG INSPIRADO NA HISTÓRIA DE AMOR ENTRE DUAS ANDORINHAS

Portal Matrix: Um Poeta metido a DJ ou um DJ metido a Poeta?Danço nas Letra e Recito nas músicas!

quinta-feira, 30 de maio de 2013

HAICAI DO AMOR


HAICAI DO AMOR
O rócio na relva viçosa,
musa que retém o orvalho,
o choro da lua manhosa.

O vento espalhou  sedução,
encanto de  única matriz,
o adubo do amor é  paixão.

A terra  é a sua nutriz,
a água a força motriz,
o sol te permeia de luz.

 Profecia antecipa a visão,
 união de  todos os elementos
 os meus versos, te trás revisão.

 Maneira simples de ver a vida,
 calidoscópio de multi reforma,
 a brisa passa, mas  logo retorna

 Mergulho em verdeante  viço,
 me entrego com fé de noviço,
 me rendo ao seus doces feitiços.
 Autor:PMatrix










PMatrixás

terça-feira, 28 de maio de 2013

ROSAS SECAS




ROSAS SECAS
São letras mortas, letras inanimadas, 

assim são os versos de seus poemas.
Uma fábula e nada significam, e nada falam,
apenas são sussurros em lamentos,
são penas atiradas ao vento que bailam ao léu, 
que podem caírem em qualquer lugar. 
Se escondes debaixo de sete véus,
com medo de se entregar, com medo de amar,
com introspecção sentimental,não entendes que tal qual uma rosa, 
você seca, sem  jardim, não tem colibri e  jardineiro que cuide de ti,
não mais desabrochará na primavera,
Não haverá ninguém a tua espera, não há quem te regue de amor,
e pronunciem palavras, doces, sinceras.
Como uma pétala esturricada, que murcha e tomba, 
terás apenas em sua vida, sua própria solitária sombra. 
Autor: PMatrix

Barbara Luna - Rosas Secas


sexta-feira, 24 de maio de 2013

O EGO DE SELENE


O EGO DE SELENE
Serenamente a noite lança seu manto negro, sobre o mar.
No móbile celeste, as estrelas cintilam seus raios azuis neon
Selene, não tem luz própria, apenas reflete o brilho do sol.
Majestosa,se autoestima,acima dos outros corpos celestes.
Na sua concepção, julga que trás a luz ao breu noturno,
e cobiça aprisionar até o mar, deferindo suas fases lunáticas.
Mas eis que chega o dia, o astro rei surge,reluzente como ouro.
Deflora a madrugada, e trás o orgasmo matutino de multi sons,
retirando o lume da presunçosa,reduzindo-a a um globo opaco.
Sem sua magnânima vaidade, se refugia desnuda de claridade,
tendo em sua conta, a maldade de ter sido injusta,sem futuro,
consequência de seu demasiado eco, é refém de seu lado escuro.
Autor PMatrix


Pixote - A lua e eu


quarta-feira, 22 de maio de 2013

FLOR DE LÍZ


A FLOR DE LÍZ
Em uma tentativa ousada,me coloquei desvelado a ti.
Me despi de todo pudor, ante a sua essência de mulher.
Em meu coração, você existia, mesmo antes de existir,
era um poema,era um dilema,um desejo de um voyeur, 
que me laça, e me transforma em presa de seu encanto.
Paixão que transborda o cálice do amor, exalando jasmim,
sentimento ainda contido, envolto em um sagrado manto,
pronto para desabrochar,como flor de líz, no cultivado jardim.
Aguarda apenas, a estação propícia, primavera de seu ser,
e  assim será lançada a semente,o sêmen dos apaixonados,
onde fértil, e envolta de luz, germinará, dando o fruto do prazer.
viveremos então, a fantasia da volúpia, um êxtase vocacionado,
que nos foi reprimido,roubado, mas se santificou, mesmo exilado.
Autor PMatrix


Flor De Liz Edu Ribeiro


quarta-feira, 1 de maio de 2013

SÓ O AMOR ME BASTA



Voa voa ,nas asas da ilusão em sonhos, fantasias ou uma mera visão.
Ouse a ser o imaginário, porque viver a realidade requer sabedoria
 Em meu mundo particular, me atrevo ser o que imagino e dou vazão..
 A minha fértil imaginação me leva ao palco, viés de multi alegoria,
 exegese implícita e intuitiva da realidade factual de toda vivência.
 A existência se esmera em levar-te, preso ao cotidiano, dia a dia,
 ampulheta que te torna cativo do tempo, em seu ritmo de latência.
 Venha brincar no mundo de faz de conta, na vida nem tudo tem valia.
 Celebremos a pureza das crianças, seres alforriados da vil  tristeza.
 Venha brincar, venha encenar, desprenda-se do peso de seu clamor,
  olhe para o seu interior, e contemple o seu eu com melhor clareza.
  Se hoje sou mascate, amanhã eu sou cantor
  Se sou  malabarista de repente eu sou ator
  O importante é ter amor, viver o amor falar de amor,
   porque para o poeta só o amor lhe  basta.
  Autor: @PortalMatrix PMatrix

                                       

                                   CHICO BUARQUE - AS CARTAS


 
   

Fêmea Alfa


Fêmea Alfa
Meu vício, meu suplício meu inadiável Karma, 
como ei de partir sem antes resgata-lo?
Nas noites vazias, busco na poesia a sua sedução
Como um lobo solitário em uivo sonante te chamo .
A fêmea alfa não responde e atiça a sensual indução
Me envolve em um aroma marcante ,que farejo e clamo,
por uma presença esperada, sem hora marcada,oculta,
no véu de Afrodite, a soberana do amor, a erótica de venus
Como dama da noite, com lascívia, me consome sem consulta.
Me imputa, mantenedor de seu orgasmo, insaciável frenesi,
que todos os dias, ouso provar, ouso saciar, ouso te negar
Tudo isso para provocar, com o meu não querer, querendo.
Com o meu jeito de mato, não quero recato que possa calar
Não quero argumentos confusos, que acabe por fim, fazendo,
dia após dia, tédio após tédio, a rotina de um amor morrendo.
Autor: @PortalMatrix  PMatrix



                                        Djavan - Te devoro