BLOG INSPIRADO NA HISTÓRIA DE AMOR ENTRE DUAS ANDORINHAS

Portal Matrix: Um Poeta metido a DJ ou um DJ metido a Poeta?Danço nas Letra e Recito nas músicas!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

POEMAS SOLTOS




 Se perguntarem ao coração o que é o amor, 
 provavelmente ele responderá:"É estar fora da razão"
 Não sei se é para mim o que dizes em poemas soltos?
 Em seu jeito revolto,não me deixas em conforto.
 Escreves para um ou para tantos outros?
 Uma canção se ouve no ar,coro de pássaros em anunciação.
 chegou a primavera florida, em nuanças de matizes de cores. 
 como aquarela multi bela,que em seu coração anela em adjunção.
 A estação do etéreo sentimental,que une os mais sublimes dos amores!
 Tem um cheirinho de flores,aroma de mato molhado, onde as peles coladas
 se locupletam no mais real dos prazeres,do Tântrico ao Kama Sutra.
 Como serpente enroscada,tu em busca do Falo,louca,esfuziante,alienada.
 Essência de mulher no pequeno frasco,onde o seu perfume se oculta,
 contido em ti,o aroma de todas as orquídeas selvagens,uma matriz.
 Como zangão de uma colmeia, te dou fertilidade, polinizo-te,
 com inspiração de letras, pólen de seus sonetos, sua nutriz
 Quando deixo de manifestar-me em versos, martirizo-me,
 no afã de não desmerecer, o mais sagrado sentimento imortal.
 Não que eu esteja postado acima de todo bem e todo  mal!
 Apenas uma forma irreal de te mostrar o meu lado pessoal.
 Das muitas formas do amor,escolheste a que trará desilusão,
 O coração é indomável desatino, em desalinho com a razão.
 Autor:@PortalMatrix ( P.Matrix)

                               

♫ Paula Fernandes - Angel | Com Legenda








quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O PARADOXAL



  O Paradoxal
  Me estreito, nas veredas de meu entendimento, me atrevo com toda propriedade que minha particularidade ratifica, a penetrar em seu universo interior e desvendar os segredos imerso nas profundeza de sua alma.
   Houve um tempo que desejei, aparta-me de ti, sua força sedutora,me atraia como uma resultante gravitacional. Me prendia em sua órbita como a terra trás cativa a lua,tendo eu relutado a me render a força sua. Como pode alguém desvencilhar-se de sua atração fatal? Seu amor e como faca,como punhal,que vai fundo no peito e toca o coração.Ele se derrama transpassado de paixão e mutila a solidão,a algoz dos desesperançosos. Estava eu, como lobo solitário, que uiva pela tundra nevada,à procura da fêmea alfa,para formar uma  alcateia.Você ouviu  meu chamado uivante e me trouxe o  calor de sua companhia, me libertou dos meus medos, trouxe a exceção às minhas regras, colocando equilíbrio, e um meio termo em tudo. Porque vagas agora, como um planeta errante atirado para fora do eixo de sua estrela? Porque escolheu esconder-se de si mesma?
   Atirou-se no fundo do calabouço com medo de amar, entregou-se ao confinamento no vale de sombras, de onde me espreitas noite e dia, à espera que lhe acene em meus versos. Uma opção não requer ação contrária você deferiu de ofício a sua clausura sentimental, vives no limiar do irreal, onde suas ações só lhe trazem o mal.A vida é um rio que passa e nas corredeiras revoltas,já não encontras uma passagem com vau, és o cúmulo do paradoxal." Autor @PortalMatrix
                       

                                    O ESPELHO DE ALICE -TRINCA ACÚSTICA

domingo, 11 de novembro de 2012

O POETA ,O LOUCO E O PSICANALISTA


                                          Pintura surreal de Salvador Dali

Na mão, minha ferramenta é uma caneta.
Do coração, vem a matéria prima, o amor.
Como arquiteto que desenha na prancheta,
vou dando forma a escrita,agregando valor.

Resenhando a vida,em formalidade de versos....
descrevendo aspectos, de origens opinativas,
do consciente ao inconsciente coletivo, reverso,
construindo singularidades do banal ao complexo.

Não ouso fazer tecno análise,do elo ex-sistência,
apenas como mero poeta criador, busco vestígios
nas letras, para fazer do nó imaginário,consciência.
deixando pistas e rastros,sem medo de causar litígio

Me colo como um decalque,viés imortal, no mural
da mente do leitor,que sem perceber,me imortaliza
e me lê, como ainda existisse, me recita como jogral,
compartilha meu quadro, pintado com temas surreal.

Como grafite em aparelho urbano,que não só vandaliza,
mas enchem de cores tribais a cidade, e assim fertiliza,
a imaginação da humanidade,fazendo-a fugir da vida real,
O poeta, o louco, e o  psicanalista, acima do bem e do mal
Transcendem e habitam cativos,nos limítrofes do senso irreal
Autor: @PortalMatrix (PMatrix)
                 

Raul Seixas maluco beleza




sábado, 10 de novembro de 2012

O CÍCLICO MINGUANTE






Majestosamente,surge em mandala cintilante, a lua no céu,
lua de todos navegantes,lua canção e sonido dos amantes,
lua que inspira poesia nas noites vadias,lua do poeta sinestesia.
Em anunciação,ao amor,Selena altiva, transcende os panteões.
e toca os meros mortais, com feitiços de paixão, que extasia.
Se tornou Hecate "a distante" mostrando o seu lado escuridão,
com medo de amar o sol galante, refugiou-se em sua apostasia.
Em monólogo,vagueia pelo negro véu da noite,mirando com lamento,
os casais apaixonados, que se dão em sedução mútua, e absoluta
Ela chora!Suas lágrimas enche os lagos,transbordam arrependimentos,
suas memórias,não mais serão lembradas,vaga no breu devoluta.
As alegrias vindouras,não podem mata-las,porque ela, por si morreu,
cometeu suicídio imemorial,no dia em que partiu e mórbida se perdeu,
agindo por injustificável injustiça, com aquele que iluminava o rosto seu.
Sua sentença foi declinada,à revelia,foi pega na mesma trama que teceu
Padecerá ao redor da mãe Gaia em forma de ciclos de amores minguantes
Com nuvens negras serás cobertas,para apagar o seu brilho,seguirás errante
Em ti, se deterá o seu cíclico crescente, foi diminuída sua porção sentimental.
Vague!Cumpre sua pena de solidão,em evoluções assimétricas no zodíaco astral
Autor @PortalMatrix (PMatrix)

Um dia, um adeus - Vanessa da Mata

 





quarta-feira, 7 de novembro de 2012

EM UM INSTANTE ,EM APENAS UM INSTANTE.



 Em um instante, o que era luz, se faz escuridão,
 o que era bom transforma-se em desilusão,
 sem tom, sem nota musical,marcha funeral,
 em um instante,.....em apenas um instante.

 E foi-se o verso que se fez marcante,
 no poeta louco, que ficou distante,
 do olhar da musa, que fugiu errante,
 em um instante,.....em apenas um instante.

 Se retirou o  sol, num ato protestante,
 de poemas frios,sem calor irradiante,
 como gelo ficou petrificado no tempo,
 em um instante,....em apenas um instante.

 Ouviram-se gritos com sonatas de adeus,
 sem despedidas,calou-se os lábios seus,
 seguiu em frente, sem rumo,assim se deu,
 em um instante,.... em apenas um instante.

 O ninho ficou vazio,sem carinho, sem amor,
 a rima desfigurou-se des metrificada, sem valor,
 não se ouve mais o declamar da poesia com ardor,
 em um instante,...... em apenas um instante.
 Autor:@PortalMatrix (PMatrix)
Homenagem a Elis Regina
                     

Elis Regina -"Preciso Aprender a Só" 





terça-feira, 6 de novembro de 2012

PODER, O QUINHÃO DOS LOUCOS



Pessoas espectros de vivência infame.
São como o camaleão,muda de cores,
para se camuflar e impor seus ditames.
Lobos,à espreita,de vigia nos bastidores,
buscam uma presa incauta,e indefesa.
Caçam sempre em matilha, nunca só,
são seres da escuridão,são vampiresas.
Vão te envolvendo para te elevar ao pó,
a fim de fazer de você,seu escravo mor.
Te enredam com palavras de exaltação,
 e, te deixam altivo, com superego ideal,
imputando-lhe valores,fictícia agregação.
Esperam o momento de fazer-lhe o mal.
São estelionatários,corruptores da alma.
furtam-lhe a inocência,pouco a pouco,
como água à conta gota,flui com calma.
O que querem, é o quinhão dos loucos,
o narcótico poder,que escraviza e mata.
São bajuladores recorrentes,reles imorais.
Estão em um jogo,...na manga, uma  carta...,
marcada por mentiras,são meros eleitorais.
Políticos com dom da palavra,vis canibais
Autor: @PortalMatrix (PMatrix)
                                     
                               

TITÃS- Vossa Excelência



                                        BAJULADORES DE RATOS



domingo, 4 de novembro de 2012

O GALINHA DE HOJE É O CORNO DE AMANHÃ


   Não há precedentes que possam descreve-la com justiça.
   Eram  seis horas da manhã,ela se levantou preparou o café
e em seguida se vestiu para matar e saiu.Estava sedutora
em uma roupa de malha negra  apertada,coladinha no corpo
Seu marido, o Carlos se achava um garanhão sedutor, 
traçava todas as menininhas bairro,dava sempre um perdido
em sua esposa Milena.Contava bravadas na roda de amigos,
dizia que não tinham mulheres difíceis, só mal cantadas,e que
as mal amadas,eram as mais fáceis de conquistarem.
   Em uma reunião de fim de semana lá estava ele a contar vantagens,
novamente para os amigos,quando se voltaram para,Otávio, um rapaz tímido, mas
bem apanhado de fisionomia,e começaram a fazer buling com o moço:
- Não pega ninguém! Ainda e virgem?kkkkk!
   O pobre rapaz já não aguentava tanta encarnação,quando Carlos exclamou:
- Ai mané quer aprender comigo a pegar todas?
  Diante de tanta zoação Otávio resolveu aceitar,para se livrar daquilo tudo.
Carlos pacientemente começou a explanar suas artimanhas de conquistador,
ensinado que mulher gostava de fazer amor,com sussurros no ouvido, que
homem tem que deixar o volume do pênis à vista que elas ficam doidinha,
que um homem tem que conquistar a mulher,com palavras sensuais,Deu toda a
planta para Otávio e o desafiou a colocar em prática a lição no dia seguinte.
   Otávio entusiasmado, acordou e  fez como Carlos mandou,colocou uma calça e camisa justas,
deixando à mostra os contornos de seu corpo musculoso, e resolveu investir na academia
de ginástica logo cedo,pois naquele horário era propício para treinar seus verbos,com
a mulherada carentes,que esperavam os maridos irem trabalhar, para  curtirem, um personal trainer.
    Ao chegar,olhou para o lado e viu aquela moça linda,com uma roupinha de malha "me come que 
eu deixo" .Partiu certeiro para o ataque e perguntou-a:
- Como pode uma moça,tão linda como você,esta a solta por ai? Se eu fosse seu namorado,não
correria este risco, montava uma academia em casa para você e lhe dava toda atenção o dia 
inteiro.
   A moça de imediato,respondeu-lhe
- Você é gentil,mas sou casada,e meu marido esta hora,deve estar com alguma vagabunda por ai,é
um galinha incorrigível, nem todo amor do mundo suporta os seus atos.
   Quem me dera se ele me desse atenção.Quando não está com os amigos,está no bar na cerveja,ou
no campo de futebol,Sai as seis da manhã para trabalhar e só voltas as 23 horas com desculpas, quando volta! As vezes inventa umas viagens malucas e culpa o patrão por sua ausência.
    Tem jeito não! 
   Otávio lembrando-se das aulas que recebeu do mestre,viu na moça uma mulher mal amada,e não 
pensou duas vezes e  indagando-a
- Vem comigo que vou lhe mostrar o que é felicidade,vou te apresentar ao amor verdadeiro e sem
limites, Vou te fazer verdadeiramente mulher,vou te amar tanto até cansar e você não terá o que
reclamar.Larga ele e vem comigo,moro só, em um apartamento mobiliado em Copacabana, de frente
para o mar.Preciso de sua companhia,, meu apartamento está escuro,preciso do seu sol.
   A moça só em escuta-lo falar baixinho em seu ouvido,já estava molhadinha,pronta para se entregar.
   Otávio passou-lhe levemente a mão em seus cabelos,tirando-os de cima do olho e colocando atrás da orelha.Deu um suave beijo em sua testa e perguntou-lhe:
- Aceitas?
- Ela respondeu:
- Você é tudo o que eu estava precisando,vamos levando para ver no que vai dar.
   Otávio empolgado disse:
- Claro,claro! Meu nome é Otávio e o seu?
- Milena!
   Moral da história: " O galinha de hoje é o corno de amanhã, quando dá o ovo de ouro na mão do bandido"
Autor: @PortalMatrix                 
                           

HOMEM GALINHA AVIÕES DO FORRO


   

sábado, 3 de novembro de 2012

A MENINA DE MINHA RUA


Numa rua, há uma menina.
A menina linda de minha rua.
Vejo-a frágil flor pequenina,
triste, sem pétalas,quase nua,
a linda menina de minha rua.
Seu olhar tem o brilho sagrado.
O que há de mistério nas íris sua?
Conte-me, menininha de minha rua!
Sempre estou atento,para poder te mirar,
imagino ser o vento,para seu rosto roçar.
Te daria o sol,o mar,meu tempo e um lugar
 para ver um sorriso, dos teus lábios acenar.
 Na minha forma de te mimar,te daria até  a lua,
 por um doce beijo seu,Oh!menina de minha rua.
 Coloquei meu coração,no peito de um belo colibri,
 que todo os dias, vai e volta, e visita o seu jardim
 Quem sabe você se transforma em flor de jasmim?
 Te beijaria tanto em fim,e assim, que amor se construa,
 na alma,de minha Ísis e deusa Lua ,a menina de minha rua.
 Autor: @PortalMatrix (PMatrix)

                                               EU CHOREI EXALTA SAMBA



 

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O SÁTIRO E A NINFA.

                                                          http://www.joaowerner.com.br

Sob o manto noturno, surgi desnuda a dama da noite.
Busca um beijo, prelúdio de se dar,meiga e ardentemente.
Arquétipo apriorístico de todas as fêmeas pintadas de cio,
que se repletam de imagens primordiais, personare de si.
Baila como cortesão desejada,com trejeitos sensualizados.
Em dança de acasalamento, quer o mais apto,para seu escolhido,
ela observa tudo atentamente,procura atributos de virilidades.
Não se importa com moralidades, seu desejo é incontrolável
nunca se farta de prazer e como uma aranha, come os machos,
um a um, no afã de encontrar aquele que a ela complete na cópula.
Em um dado momento ela olha e ver em sua janela, um sátiro.
Como ninfa, o chama à se deitar,na esperança de  mais um devorar.
Ela toma a iniciativa,como sempre, gosta de ser a alfa na cama.
O sátiro inesperadamente sussurra em seu ouvido palavra doces,
ela tenta resistir, e como serpentes as línguas se enroscam e ela ofega.
Seu ouvido é seu ponto erógeno, está sub julgado à mercê
Ela geme, e tenta reassumir a relação, mas já é tarde de mais
o sátiro já lhe tem, e com a boca na  vulva,lhe suga gentilmente
Ela grita,e se contorce, e  em um arrobo de excitação, chora....,
começa a gozar multiplamente até se exaurir cansada.
Agora apaixonada e completamente saciada, está presa
Acende a luz,o sátiro dá uma risada e como um raio reluzente
transforma-se em  Eros o Deus do amor.
Autor @PortalMatrix (PMatrix)

                                          MADONA ERÓTICA
Tradução
"Erótica, romance
Erótica, romance

Meu nome é Dita
Serei sua anfitriã essa noite
Eu gostaria de colocar você em transe

Se eu pegar você por trás
Entrar à força em sua mente
Quando você menos esperar
Você vai tentar rejeitar?
Se eu estiver no comando e tratá-lo como uma criança
Você vai se deixar ir à loucura?
Deixar minha boca ir onde ela quer?"
http://letras.mus.br/madonna/65261/traducao.html






  .

sábado, 27 de outubro de 2012

O POETA E O EQUILIBRISTA



O equilibrista sem medo, se arrisca na corda de rapel.
Como louco desafia as alturas, como criança à brincar.
No jogo de risco calculado, quem se atreve no tropel?
Sua perícia lhe dá segurança, o que lhe faz diferenciar
das pessoas comuns.E um perito em sua arte de ofício.
O Poeta  tem um  pouco louco,um pouco equilibrista,
 em vez de se ariscar,....rabisca, suas linhas são cordões,
 Com certeza, não deixar de se expor,e ser um aventurista,
 nas asas da imaginação,voa alto, cria versos e canções,
 pode até criar uma constelação e sua musa estrela guia.
 Pinta adjetivos na Mona Lisa,a veste e desnuda ao acaso.
 Usa o amor,sua paleta de cores, que é de grande valia.
 Uma moça, vira anjo por inspiração ou uma flor em vaso.
 De uma paixão,faz revolução de verbetes,para conquista-la,
 e dedica-lhe o seu sentimento ardente,com o grifo exaltação.
 Ante o poeta a emoção se torna imensa em uma prosa e fábula,
 é aprendiz do amor...., da vida é o cantor, o rito é seu maior valor.
 Cultua em ritual santificado o ser sagrado, prece, seu clamor,
 sua doce  amada, santa glorificada no altar das letras, no andor.
 Autor: PortalMatrix




 




sexta-feira, 26 de outubro de 2012

BEIJOS DE LINHAS DE VERSOS


 Trago guardado nos lábios, um beijo doce para te dar.
 Um beijo novo,em carinho emerso,feito linha de versos,
 Um olhar,uma carícia ousada,tenho rosas a te ofertar!
 São flores lindas, que colhi no jardim do meu eu universo.
 Com o nascer do sol, os pássaros cantam em harmonia
 festejam o raiar do dia, e cortejam a minha andorinha. 
 Nunca houve uma tão bela! Sempre pousa em minha janela,
 em uma atitude serena e audaciosa, com toda majestade,
 que lhe é peculiar. Corruchia faceira, para se fazer notar,
 eu finjo que não a vejo, só para  vê-la, soar o seu cantar.
 Como pétalas de rosas é a sua plumagem, que reluz multicor,
 uma avezinha selvagem, pomposa, e territorialista ao extremo,
 teima em marcar seu lugar, me tira o sossego pedindo carinho.
 O aroma de seu perfume marcante, é como de  lírios ao sereno. 
 Não quer mais voar, o que quer, é em meu peito, fazer seu ninho,
 e sempre acha um jeitinho,de uma palha tecer,para eu não esquecer  
 de deixar-la  entrar.Me faz ficar arredio, a perguntar e a divagar:
 O que queres esta andorinha?Vai e volta sempre,não há de perceber? 
 Em meus poemas te prendo, és pássaro cativo em minha gaiola
 Sou um poeta experiente,cursei na lida, e fiz da vida minha escola
 Não sou palhaço! tenho sim, algo de mágico, um coelho na cartola.
 Na poesia eu sou pedinte, peço um afago meigo,o meu apego, a minha esmola.
Autor:   @PortalMatrix

Preciso desse mel Grupo Sensação


"ME DÁ UM BEIJO QUE TE DOU MEU CALOR,ME DÁ QUENTINHO EM
 BAIXO DO COBERTOR,EU QUERO TUDO QUE VOCÊ TEM PARA DAR"

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

SENTIMENTOS INVERSOS, PARTICULARIDADES OPOSTAS.


Somos biologicamente programados para o amar consensual.
É um interruptor natural,acionado por estímulos externos,
com o objetivo primordial, o acasalamento pela via sexual.
Pulsa na identidade emocional,como fogo forjando o ferro,
basta um olhar,a timbre da voz o aroma da química hormonal,
e os neurônios são estimulados quimicamente em seus elétrons.
que cedem cargas positivas mutuamente, em ligações covalentes,
a dopamina invade o cérebro dopando-o com largo espectro.
A  injeção da droga do amor, é um vício de causa preexistente
que faz uma bagunça no fisiológico e nos deixam  introspectos,
um estado mental peculiarmente pessoal, por vezes anormal.
Como a água, a frequência do amor,vibra em intensidades distintas
O líquido, é ausência de vibração,como no amor de mãe, o maioral.
O gasoso vem da sublime intensidade positiva, a que replica a espécie.
O sólido, é o fenômeno vibratório negativo, podemos dizer que é ódio
São particularidades opostas que nunca se analisa, e quem esclarece?
Dois sentimentos, participes da mesma manifestação,do mero exórdio
Que por função natural,são antagônicos,porém iguais, desde os primórdios.
Autor:@PortalMatrix
                                             

Legião Urbana - Quem inventou o Amor? -

                             



                                                              

terça-feira, 23 de outubro de 2012

REALIDADE DIFUSA



  O prazer sensitivo, voluptuosidade materializada no corpo,
  na a pele eriçada por arrepio de libido, do chi e do prana.
  Sensibilidade liberada da alma,para a felicidade dos loucos,
  princípio da dualidade doYin-Yang,com o calor da chama.
  Tudo é o mesmo começo sem ter em si, o mesmo fim solidário.
  Forças diametralmente opostas,lados completando-se  na balança,
  e, toda vez que um cresce exponencialmente e concentracionário,
  manifesta dentro de si o seu oposto,que de forma equilibrada alcança,
  a harmonia de tudo, pela ação e reação,como tigre e o dragão.
  Em tudo há a manifestação dual,no amor e no ódio,no bem e no mal
  Um amor começa como uma sementinha de mostarda no chão,
  nasce regado de carinho e atenção,locupletando-se no sacro crismal.
  O sexo entra em evidência, trazendo a recompensa da paixão,
  desenvolve-se, as vezes desordenadamente, como síndrome de posse.
  Neste ponto  é acionado o seu reverso,e desencadeado a paridade,
  seu movimento é ,reciclado, reutilizado,é retido mesmo que se esforce.
  O  ódio é a sementinha do amor, que não foi cuidada,menosprezada.
  As vezes por ter sido lançada no terreno errado,cresceu desordenada
  sem refreio, atingiu seu máxime operandi, e sua resistência é decretada
  Tudo na vida tem a mesma vibração,mas com intensidades heterogêneas,
  que não podemos definir com real entendimento, é uma realidade difusa.
  Não há na emoção humana, um diagnóstico coerente que nela se inclusa,
  é um nó na cabeça, confunde o coração e nos deixa com mente um tanto obtusa
  Autor: @PortalMatrix


ZÉ RAMALHO A SERPENTE E A ESTRELA




                                     " HÁ UM BRILHO DE FACA ONDE O AMOR VIER E
                                       NINGUÉM TEM O MAPA DA ALMA DA MULHER"

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

PRATA E O NEGRO


Meu tempo urge já não posso esperar,o dela anda bem devagar.
O meu cabelo é  prata,o dela é negro liso, tipo pelo de gata.
Não sei o que esperar,nem sei se posso sonhar,nessa nossa relação.
O infinito é fica logo ali, enquanto dure? dure o tempo que durar!

Me sinto vivo a cada banho de mar,ela tem vida até para mim doar.
Está bonito,bem que podia eternizar,toda manhã me trás inspiração.
Se eu me deito ela quer dançar, em seu molejo,me rendo sem reclamar.
A  juventude é seu maior quinhão, eu tenho apenas um velho coração.

Me pede amor do seu jeitinho doce, me dá calor, do seu corpo moreno,
nas reticências do amor,ela se dá inteira,e se deleita da minha experiência..
Uma  mulher que não quer só ficar,não quer um homem que só saiba pegar.
Bem devagar, eu cheiro seus cabelos, eu sinto o gosto do seu corpo inteiro.

Em seu ouvido,sussurro versos sensuais, com os seus seios,ainda em minhas mãos
Com minha língua, percorro as curvas dos seus quadris, ela se abre e geme de prazer
e toda úmida me pede o que mais quer, num vai e vem, rítmico,bem tenso à orgasmar.
Ela só quer, só quer é namorar,ela só quer um homem para amar,é tanto amor que tem para me dar.
Autor: @PortalMatrix
Já fiz tantas homenagem a Chico!Esta é mais uma, entre tantas a este grande poeta.




quinta-feira, 18 de outubro de 2012

JUNÇÃO DE ÊXTASE



Estamos sempre na via contramão dos sonhos,
como sereno na noite dos seres mais tristonhos,
em uma viagem ácida de ervas alucinógenas.
Se comprometemos, a vil realidade endógena,
seremos loucos,patético ou meros traidores,
um cafajeste cético, num circo de horrores,

A vida passa, à olhos visto, em veloz  galope,
vivemos versos, a  nossa vida, dentro de envelope,
sem ter como desvencilhar-se do implacável fato.
que até deixamos os sentimentos em anonimato
Como sombra estranha, perdida em toda escuridão,
a sua luz, clareia a minha guia, me  pegue pela mão.

Me leve ao céu, me mostre os serafins e todos querubins.
em  junção do êxtase,nos seus lençóis e panos de cetins.
Vou te penetrando, furtivamente e imensamente a alma,
e toda noite, vou definitivamente te roubando a calma,
e com energia te cubro com o virtuoso sexo imortal.
Materializando-me, na  sua cama, meu mágico portal

Não me atrevo mensurar o grau do sentimentos alheios,
porque nem  eu,  me conheço, vivo só em devaneios.
Vou me lapidando, e com sinceros gestos me meneio,
não sou real,já nem sei quem sou,talvez um anjo, preso no espelho.
Por ser  rebelde, em desvario, que não seguiu os sábios conselhos.
tornando-me refém, do seu olhar,dos seus desejos,preso de joelhos.
Autor @PortalMatrix





sexta-feira, 12 de outubro de 2012

ABSINTO



Vem ventania,vento cortante,das bandas do sul,
com força,assopra, solta de açoite a sua geada,
cobre as campinas e todo o cerrado de gelo azul.
Me trás esta moça que é assanhada, que  fica calada,
se é perguntada, se conheces o amor.
Oh prenda difícil! ela fica fujona, com instinto arredio.
quando é provocada, com intenso calor.
Abana sua saia ao léu, atiça faceira e ao sexo me induz.
Como tempero de pimenta,me esquenta e eu a espio.
Pelo buraco da fechadura, a vejo desnuda, assim me seduz,
Me deixa arretado,oh bicho do cão! fêmea no cio, cheia de tesão,
cutuca a onça com a vara bem curta,será atacada,e mordida sem culpa.
Ela pede carinho,fez até um tal ninho, para chamar a minha atenção.
Vai provar do meu absinto, isto eu pressinto! para amar não há desculpa.
Vou te seduzir com calma, me fundir ao sua alma,vou provar todo seu corpo.
Te levarei ao prazer, meu fartarei de você com paixão que é o meu escopo,
misturar-me-ei à sua essência,exalaremos um só perfume,extasiados como loucos.
@PortalMatrix
 

Essa Moça Tá Diferente







quarta-feira, 10 de outubro de 2012

TURBILHÃO DE BRUMAS NO ENCONTRO DAS ÁGUAS



A alma se acalma, quando a luz de sua áurea, penetra profundamente  em meu ser.
Me tocas suavemente,como uma pena,que roça a pele, como vento, alisando o rosto.
Me agasalho em seu corpo, e assim meio decomposto, me perco  e me acho em você.
Fomos  duas vertentes de um mesmo rio,que correu entre as ravinas de lados opostos,
no caminho, nos obstaculamos, e mesmo assim diluímos pedras, vencemos desafios.
Escarpamos os vales, no afã de abrir caminhos, para desviar-nos  de nossas mágoas
Uma viagem topográfica, de altos e baixos, com um mesmo destino, em um tênue fio
Em um dado momento desta viajem, nos cruzamos e nos completamos na deságua
que formou um potente rio, que sem barreiras vai em busca do objetivo que afaga,
o berço mar remoinho,onde fizemos um ninho,turbilhão de brumas, no encontro das águas
Autor: PortalMatrix



encontro dás águas jorge vercilo






segunda-feira, 8 de outubro de 2012

A QUÂNTICA DE VIVER.



A vida é um rio ,que passa,e faz rolar instáveis pedras soltas.
Numa curva,algumas estacionam,outras continuam na correnteza. 
Ele segue seu curso, e  segue veloz,para trás nunca  voltas.
Somos atirados de um lado a outro, lados de alegrias e tristezas.
Há na vida várias escolhas, nenhuma delas é garantias de nada,
não se pode prever  se vai errar ou acertar na seleção de aval. 
O simples razoável, é avaliar o menor dano da eleição consolidada.
Não existe certidão passada,para eleger o tudo ou nada,bem o mal,
são expressões incógnitas,que não se pode escapar, é uma equação quântica, 
cujo os X do problema é relacionado as meras conjecturas teóricas.
Só a  emoção ou a razão,faz seguir ou estacionar, em uma relação semântica,
mesmo assim não é teorema,apenas experimentos, de puras retóricas.
O que podemos de certo afirmar, e que o o amor pode ser balizador,
mas também regido pela implacável lei matemática, vem com sinal de menos ou mais,
onde implica em iguais soma-se,diferentes diminui-se,regra e sinalizador. 
Sempre no relacionamento dos contrários, o  maior prevalece,não se esqueça jamais.
Um amor positivo acrescenta o negativo subtrai, com julgo de possessividade de valor
Seguir o coração é sempre bom, mas tenha em mente, não é exatidão, seja como for.
Um questionamento é saudável, deve-se investigar, se perguntar:Que sinal governa o seu amor?
Autor: @PortalMatrix

Zé Ramalho e canta Raul Seixas - ao vivo - Metamorfose Ambulante









sexta-feira, 5 de outubro de 2012

VOSSA EXCELÊNCIA O AMOR



Uma corda, um cordão,muito intenso  turbilhão
Quem pode definir o amor,que arrebata e enlaça?
É como um vórtice espectral de materialidade na paixão?
Você acha que é o caçador,mas no fundo vira caça.
O amor é o maior predador, bicho esperto, oportunista,
te espreita de tocaia,esperando a hora certa para o bote
Não é recatado,faz questão de aparecer, é exibicionista.
Não pode esconder à submissão,é como seios em decote,
seus sintomas saltam  aos olhos, te deixa de quatro no chão
Nos torna sonhadores, poetas, equilibristas,palhaços e cantores.
Ficamos intercalando em oposição, entre a razão e emoção.
Nos faz de personagens em sua peça teatral,dirige nos bastidores.
Quem inventou o amor, com certeza perdeu o controle da situação
Certamente como um vírus, se contaminou e espalhou o contágio,
em  grande proporção, onde não houve quarentena de caução.
Uma pandemia envolveu o universo,no Big Bang em primeiro estágio,
se expandiu quando foi aberta a caixa de pandora da divina experiência.
Fugiu, tornou-se entidade especializada no dom da palavra , a eloquência
Dotou-se de  claridade angelizada, e em tom de nobreza, virou excelência.
@PortalMatrix


Titãs - Porque eu sei que é amor (Legendado PT-BR)




EU PEÇO SOMENTE O QUE EU PUDER DAR!

terça-feira, 2 de outubro de 2012

PERÍODO FÉRTIL



  Conto a vida em fantasias de  versos e prosas,
  Escrevo poemas para  exaltar a beleza sublime.
  Descrevo a mulher como em forma de rosas,
  certamente acredito, que a arte assim me  redime
  Recrio você, como pétalas rubras,soltas ao vento,
  mas nunca me esqueço,que em você há espinhos.
  O perfume que exalas é o aroma de  meu alimento,
  fragrância de período fértil que me deixa em desalinho.
  São cheiros que despertam meu instinto de macho ciumento,
  me atiça o fogo selvagem, e  me faz querer o descaminho
  de mergulhar  fundo, na fenda abissal, de seu  oceano feminino
  com um encaixe perfeito, e me entreter com seus fartos peitos.
  Dentro ti, me encontro refeito,seu parceiro e seu masculino eleito
  Te presenteio com orgasmos múltiplos,desmedidos,sem preconceitos,
  Te proporcionando prazer libidinal,com todo amor, que lhe é de direito.
   Autor: PortalMatrix
               

   
   

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

AMOR APOTEÓTICO


                                                        

                     Imagens do Blog: Una bella ragazza

Se  o amor emoção, falasse bem mais  alto, que velha razão,
não hesitaria em correr para seus braços e viver o impossível 
E com toda forçar me entregaria irredutivelmente a esta paixão 
Deixaria o brilho de meus olhos, anunciar, tornar o amor visível.
Cantaria no mais alto tom, que a felicidade existe e chegou para ficar.
Colocaria outdoour em cada e esquina dizendo:  amo  una bella ragazza.
Dançaria uma coreografia, e na cadência de seu coração,me deixaria  levar,
me apressaria para te fazer feliz, com toda graça,porque a vida é curta e passa.
Plantaria um Jardim com belas orquídeas,e no centro te colocaria em uma redoma de vidro,
seria a espécime rara e representaria todas as flores, pelo aroma dos seus perfumes exóticos.
E para  te reverenciar como uma deusa no altar, evocaria legiões de anjos, como São Isidro,
pediria a eles, me transformar em beija flor,para todos os dias trazer-lhes meus beijos  eróticos
Deixaríamos nos tomar pela magia transformadora, irremediavelmente redentora, do amor apoteótico.
Autor: PortalMatrix
                                    

       DJ Mabruck - REMIX - cant take my yes - Glória Gaynor

         @PortalMatrix
                                
                                     

TRADUZINDO:
NÃO POSSO TIRAR MEUS OLHOS DE VOCÊ

domingo, 23 de setembro de 2012

A GENTE INVENTA O NOSSO AMOR



Piso nas pegadas que tu deixaste, na praia.
Sigo altruistamente os passos seus, pela areia.
Vejo menina  lua tocar no mar, da terra mãe Gaia.
Um brilho de luz  escapa de ti , e me clareia.
Me orientando para sempre ir em sua direção.
Uma força me mantém preso em sua órbita. 
Não há lugar ,onde não te alcance meu coração.
Mesmo que nossa relação,permaneça  incógnita.
Me vejo retido,preso a ti, como casado de alma.
Em uma extensão estranha, sutil,cândida e estereotipa 
Que me seduz, com fascinação, sentimento que acalma.
Somos  da mesma essência, uma mistura de tudo.
Heterogeneamente substancial, ainda não misturada.
Sem medidas, sem  fórmula inventada no mundo.
Nossos momentos são esculturas de barros inacabadas.
São formas desformes,  no  fogo ainda  não provadas.
O nosso amor, a gente inventa com imaginação arrojada..
Autor: @PortalMatrix







terça-feira, 18 de setembro de 2012

MINHAS MENINAS FOGOSAS



Seus olhos, refletem a áurea de sua alma.
São eles, a porta aberta para o meu amor entrar.
Tudo começou com  um olhar transformador,
uma sedução inocente, que permitir me tomar.
Me deixei levar, seduzido por seu esplendor,
uma atração sublime,serenidade divinamente refeita
na doação mútua, de sentimentos puros e impuros.
Uma atração em você reprimida.... e não satisfeita,
permissivamente por mim aceita, em um quarto escuro.
Me ensinaste amar da forma que você gosta.
com a insinuação do seu eu de mulher feminina,
que ama seu homem e também suas meninas.
Quebramos os tabus, não somos mais dois e sim três.
Ignorei o peso das regras sociais, me despi de vez,
ante seus corações amorosos,coesão  de volúpia ardente.
Um roçar de corpos calientes, fundição de alma que acalenta,
e trás a animalidade do coito selvagem e intrépido
Um misturar de fantasias, em um frenesi que esquenta.
Me fizeste jovial, me doaste mais vida,me deixaste lépido,
definitivamente, na forma despudorada, psicodélica de nos ter
Entre nos não cabe mais segredos, além do que já combinamos
Nos entregamos  cegamente as esta relação atípica, nos validamos
na louca opção carnal, ostentada com êxtase recíproca, nos completamos.                           
Autor: @PortalMatrix                          


                                                                               

Serge Gainsbourg Feat Jane Birkin "Je t'aime moi non plus "

                                                  
                                                                     



segunda-feira, 17 de setembro de 2012

TATUAGEM DA ALMA


As impressões digitais da alma, são as nossas ações.
Há algumas que são como tatuagem de rena, que some com o tempo.
Há outras como Branding, feita a ferro e fogo,cicatrizam e  permanecem.
O amor é como a segunda,feita para ficar estampada pela eternidade.
O ódio é aquela que depois de feita incomoda, nos acompanha vidas e vidas é como a de Sumi.
Não há como apagar uma tatuagem definitiva sem esfolar a pele.
Uma navalha na carne,devemos passar para o mal extirpar.
Com o amor, não há o que se  lamentar,seja correspondido ou não.
Amor é amor,nada mais que amor,seja como for.
Amor é um dom, que é atribuído a alma, de coração a coração.
Amor é algo com o seu tempero de sobrenatural, pura comoção.
Amor é atributo da divindade,que por sermos à sua imagem e semelhança, vem como herança.
Amor é hereditariedade divina,que nos fascina e nos faz  melhores como indivíduos.
Amor é uma portal,que nos arremete a outra dimensão etérea.
Amor é a complexidade não complexa, inexplicavelmente situado em um nexo casual.
Amor é a estrutura espiritual,organizada em cadeias de afetos.
Amor é as semelhanças e as diferenças, que existem ou possam existirem.
Amor é  a mansidão, a serenidade e a compreensão, de que todos somos irmãos.
Amor sublime só coube no coração do Cristo que entendeu a sua magnitude.
Amor não é inquietude, é calmaria do ser, um estado de sítio ao nosso Eu fraternal..
Amor  e um elemental dotado de intelecto,existe mesmo antes de existir.
Amor é  o barro do artesão,o pincel do pintor, o combustível do poeta pensador.
Só amor constróí , é a ferramenta do  arquiteto universal, O Deus de amor.
Autor: PortalMatrix
                                         

                                      Feito Tatuagem - Eduardo Costa




sexta-feira, 14 de setembro de 2012

POR TODA ETERNIDADE




  Você me tem no pensamento, você me tem nas suas mãos,
  Nunca digas que não me tens, pois me tens de sentimento de paixão,
  Em  sintonia simbiótica e verdadeiramente ancorada no coração.
  Somos ligados por liames de almas, nem o tempo desgasta a ligação.
  Sempre juntos, em nosso cantinho divino em estado contemplação.
  O Mar nos casou, o céu sacerdotal abençoou, com esta linda canção.
  Os Tempos dos séculos passados,nos recordamos agora,pela intuição
  Foi Giovanna, Sofia, Catharina e dama profana, minha mulher afeição.
  Foi tantas em uma só, que me deixas fascinado com seu sexo libação.
  Ato, sagrado e ritualístico, que  se deixarmos de faze-lo é profanação
  Porque dizes não me tens? a eternidade é testemunha de nossa união.
  Autor: PortalMatrix






quarta-feira, 12 de setembro de 2012

FARMACOLOGIA DO AMOR



O amor tem vontade própria, faz da gente o que ele quer.
É uma entidade dominadora que prende como rede e nos trás cativo de seu poder,
Vem de mansinho cheio de artimanhas,com astucia que requer.
Uma força de coesão,que  afeta a razão do mero consultivo e faz a dúvida retroceder.
O amor não tá nem ai para o que, os outros irão dizer  sobre você,
apenas te arremete com força de mil tsunamy, te impulsiona,para o alvo,te dá coragem,
que até o mais simples ser patético e covarde, muda o seu proceder.
O amor,faz bem para o coração,é remédio que cura, contra indicado a sua superdosagem.
O amor tem  inté bula, é a mais antigas das drogas de efeito dopamina,
psicotrópico que entorpece a alma, com efeitos adversos de ansiedade, prostração,inanição.
Mexe com todo o corpo, nos vicia dependentemente do gostinho adrenalina.
Se o anjo do amor te flechou , não há o que fazer, relaxe e goze e nunca busque explicação.
 Autor: @PortalMatrix


Apaixonado Por Você -Marcos Aurélio & Paulo Sergio   




quarta-feira, 5 de setembro de 2012

FEITIÇO DA LUA




Soberana és tu,oh Dama da noite! Deusa da suavidade.
Permanece altiva no firmamento, atraindo e espalhado a fragrância do amor,
emanação síntese de todos os atributos de afabilidade.
O seu feitiço,trás rendido até o mar,que recua ás marés por ouvir o seu clamor.
És como açoite a sua imagem,hipnoticamente sedutora,
atinge como raio o poeta,e o faz declamar e compor as mais belas canções,
em uma inspiração contagiante de grande força indutora.
Nunca finda seu esforço de encantamento,és um dom natural, mágicas porções.
São pingos de ouro as lágrimas que de ti verte e a terra inunda
cai sobre nós em forma de um spray de neblina, como poeira úmida de estrelas,
Formando um caminho brilhante, reluzente em meio às tundras.
Seu chamado vem de longe, desde o Egito, Grécia e Roma, tu ganhastes até os Nórdicos
OH! Yesod da cabala dos Judeus, é Shaday El Hay seu esteriótipo
Ninguém está imune à sua suave energia, tu espalhastes a magia de todos magos gnósticos.
@PortalMatrix



LUNA: Lua, Mistérios e Magia 

*L