BLOG INSPIRADO NA HISTÓRIA DE AMOR ENTRE DUAS ANDORINHAS

Portal Matrix: Um Poeta metido a DJ ou um DJ metido a Poeta?Danço nas Letra e Recito nas músicas!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

NÃO ME AME


No abstrato do ser sutil,
o sentimento do amor penetra.
O coração chamou e outro ouviu,
uma paixão que fere como uma seta.
Por ter por impedimento uma vida enfadada,
com uma parte de tudo e outra parte de nada.
Como o Sol que busca desesperadamente a lua,
mas só lhes são permitidos breves momentos.
No amanhecer da aurora, fita a amada que não pode ser sua.
Insinua-se com o seu brilho áureo rosado,e ela já despida de luz,
desce no horizonte cintilante do mar, até a hora aguardada.
No entardecer ela o busca,na esperança do beijo, a que faz jus.
Ele tenta ficar altivo, mas se rende pela força da sentença cruel,
precipitando-se tristonho, por entre a montanha escarpada,
sem consolo, sem desabafo,tendo apenas como testemunha o céu.
É esta a sina do amor proibido, que surge tardio, sem poder ser mudado.
Uma faca no peito,uma voz abafada,por mera condição, do destino traçado.
Não me ame!
Porque não te mereço.
Não me ame!
A desilusão será o seu preço.
Não me ame!
Estou preso a outro momento.
Não me ame!
talvez assim eu te esqueço.
Não me ame!
Não posso te dar acalento.
Não me ame!
Não faça de nossas vidas um tormento.
Não me ame!
Minha vida é uma parte de outra.
Hoje ouvirá de minha boca.
Não me ame!não me ame!não me ame!
Porque não posso te amar!
Não fique triste com este não me ame.
É um não me ame,com vontade de chorar.
Autor: @PortalMatrix
Poema inspirado na no vídeo abaixo

terça-feira, 4 de outubro de 2011

FÊNIX







Minha vida se tornou iluminada, por uma luz que surgiu do nada.
Um esplêndido clarear,que dissipou toda a escuridão da alma.
Mergulhada na desilusão de minha remanescência, eu estava.
Possuída por uma aflição de ansiedade, de uma presença aguardada.
O tempo e o vento..., tomavam de mim, as minhas esperanças,
me roubavam o que eu tinha de mais precioso,as minhas lembranças .
a cada minuto, mais longe você ficava,um vendaval devastador
se colocará entre nós,a fim de impedir que nossas vidas, se cruzassem novamente
Mas sua luz,surgiu ao longe, como um farol que orienta os navegantes,
me direcionando neste mar de solidão, até você....,um porto seguro adiante.
O sol surgiu no horizonte,trouxe a primavera de minha existência,
e fez desabrochar as mais lindas orquídeas no meu jardim interior.
O seu esforço de voar contra o vento,de lutar contra o tempo,
embora inconscientemente,movido apenas por minha sintonia,
trouxe de volta a alegria,dissipou o silêncio com uma sinfonia,
orquestrada por um coro de anjos em verdadeira harmonia.
Uma nova mulher renasceu das cinzas da desilusão,
como uma linda fênix..., gerada do iluminar de seu clarão.
Autor: @PortalMatrix
poema feito atendendo pedido.